Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A PORCA DA POLÍTICA

por oligofrénico, em 19.01.08

A propósito da crise do BCP e da intervenção do Banco de Portugal, Vítor Constâncio foi prestar declarações à Assembleia da República.

Fez o que tinha a fazer. E bem. Na minha perspectiva.

Na sequência da intervenção do Governador do Banco de Portugal, toda a oposição, sem excepção, teceram fortes críticas, perfeitamente infundadas e que incidiam sobre tudo, excepto sobre aquilo que se estava a tratar.

A postura do costume: o governador tinha que ser atacado, tivesse ou não razão: grande pobreza espiritual e intelectual! Acho que, em Portugal, a esta postura se chama política.

Estamos entregues à bicharada!

Diogo Feio do CDS, com as tais perguntas à Paulo Portas, a querer colocar questões incómodas, que já haviam sido respondidas. E esquecendo-se que tem as contas dos seu partido sobre fortes suspeitas de irregularidade. Que o diga o Jacinto Leite Capelo Rego.

Patinha Antão, do PSD, a misturar alhos com bugalhos, com uma retórica pernóstica e com grande rigidez mental, a debitar as frases do costume. Aquelas que servem para qualquer debate, sobre qualquer coisa.

Honório Novo, do PCP, não trouxe nada de novo. Os lugares comuns do costume.

Louçã, do BE , a falar do filho de Jorge Jardim e do perdão de dívidas a clientes do BCP . Com razão, mas perfeitamente deslocado da temática do debate.

Por este andar, Sócrates vai eternizar-se no poder.

M. Pinto

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D